Notícias

Projeto inédito na FISP mostra uma fábrica de EPIs aos visitantes

Projeto inédito na FISP mostra uma fábrica de EPIs aos visitantes 01 OUTUBRO

O Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos – IBTeC – há uma década vem fazendo um trabalho de intensificação de suas ações junto aos fabricantes de EPIs – Equipamentos de Proteção Individual. Desde sua criação, o Instituto atende os fabricantes de calçados e luvas de segurança, fazendo ensaios de laboratório para atestar a qualidade de componentes e propriedades como resistência à água, a impactos e a rasgos. O IBTeC é acreditado pelo Ministério do Trabalho para a emissão do CA – Certificado de Aprovação, conferido a produtos que atendam às especificações de qualidade e resistência.

Mais recentemente, há cerca de seis anos, a instituição vem ampliando a atuação nesta área, oferecendo serviços laboratoriais para testar resistência a rasgos para fabricantes de luvas, e resistência a produtos químicos e chamas para os fabricantes de vestimentas. A partir desta ampliação, o segmento vem ganhando importância no portifolio do Instituto.

O mercado de itens de segurança no trabalho brasileiro tem um PIB anual de R$ 6,668 bilhões. Os fabricantes de calçados de segurança respondem por faturamento anual de R$ 1,286 bilhão, que representam 19,3% do mercado de EPIs no Brasil. O setor de vestimentas de segurança fatura R$ 1,625 bilhão por ano (24,4% do mercado de EPIs), e o de luvas de segurança, R$ 976 milhões (14,6%), enquanto o faturamento dos fabricantes de luvas hospitalares é de R$ 1,4 bilhão (21,4% do mercado de EPIs). Os números são da Associação Nacional da Indústria de Material de Segurança e Proteção ao Trabalho – Animaseg.

 

UMA FÁBRICA DE CALÇADOS DE SEGURANÇA DENTRO DA FEIRA

Nos dias 3, 4 e 5 de outubro, o IBTeC apresentará na FISP 2018, a Fábrica Modelo de Segurança. O projeto, que será implementado em uma área de 600 metros quadrados, tem como objetivo mostrar ao vivo uma fábrica completa de calçados de segurança em funcionamento. A proposta é que os visitantes da maior feira de saúde e segurança no trabalho da América Latina possam ver como se produz um calçado de segurança, desde o corte do couro, até a expedição para o mercado de consumo.

A fábrica terá a participação de 40 empresas, que vão desde os fornecedores de insumos, matérias-primas, logística, máquinas e equipamentos.

Para apresentar seu trabalho destinado ao setor, o IBTeC convidou a Bompel, fabricante de calçados de segurança com origem na cidade de Toledo, no Oeste do Estado do Paraná, para montar uma fábrica dentro da FISP, a maior feira de saúde e segurança no trabalho da América Latina. A Bompel participará da ação como parceira master, junto com outras 40 empresas, entre fornecedores de insumos, componentes, máquinas, equipamentos e sistemas de logística. A fábrica ocupará 600 metros quadrados dentro da feira e terá 20 operários trabalhando.

A proposta é que os 50.000 visitantes esperados para a feira possam ver em tempo real a transformação de componentes, desde o couro até o solado, em um calçado pronto. O coordenador técnico do IBTeC, Paulo Model, afirma que “será a primeira vez na história que estaremos mostrando dentro de uma feira a produção de um calçado com injeção direta – sistema que funde o cabedal (parte de cima do calçado) e o solado, em uma única operação”.

Marco Augusto Bombonatto, diretor geral da Bompel, afirma que os calçados que serão produzidos na feira fazem parte da linha de calçados da empresa, e serão levados ao mercado, como se estivessem dentro da linha de produção normal. Serão produzidos 400 pares de três modelos diferentes de calçados, femininos e masculinos. Uma quantidade 80 pares serão destinados a doação – as direções de FISP e Bompel definirão as entidades que receberão os calçados.

 

A BOMPEL

A Bompel está aproveitando a ação na FISP para marcar as comemorações dos 40 anos da empresa. O diretor geral da Bompel, Marco Augusto Bombonatto, salienta “nossa marca contribui diariamente com a proteção de milhares de trabalhadores. Nossos produtos possuem qualidade reconhecida internacionalmente, atendendo as exigências de clientes do Brasil e do mundo”.

A Bompel mantém a matriz na cidade de Toledo, no Oeste do Paraná, onde foi criada, e atualmente tem uma filial na cidade de Marechal Candido Rondon, também no Paraná. Em uma estrutura de 8.500 metros quadrados na cidade de Toledo, a empresa tem curtume próprio, “o que contribuir para o desenvolvimento de produtos inovadores, com matérias-primas diferentes e variação de cores”, afirma o diretor.

Com um total de 400 colaboradores, a Bompel deverá fechar o ano de 2018 com uma produção de 1,350 milhão de pares de calçados. A marca vende para todas as regiões do Brasil. Em exportações, a empresa atua predominantemente nos países da América do Sul. Em 2107, a marca foi a principal exportadora brasileira de calçados de segurança, conforme o Sistema de Análise das Informações de Comércio Exterior via Internet, disponibilizado pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Indústria, Comércio e Exportação.

 

ILHA DA INOVAÇÃO APRESENTARÁ IMPRESSÃO DE CALÇADOS EM 3D DENTRO DA FÁBRICA

Um dos destaques do espaço será a “ilha da inovação”, onde o IBTeC apresentará junto com empresas parceiras, o processo para a Pesquisa & Desenvolvimento de produtos, pensando nas funcionalidades e conforto desde o início do projeto, através de tecnologias, materiais e automação. Uma das atrações deste processo será o uso de uma impressora 3D para prototipar os calçados, o que reduzirá consideravelmente os custos e prazos do desenvolvimento através da tecnologia.