Notícias

IBTeC falou sobre biomecânica de calçados esportivos, no VII Fórum Científico do Exército Brasileiro

IBTeC falou sobre biomecânica de calçados esportivos, no VII Fórum Científico do Exército Brasileiro 17 NOVEMBRO

O coordenador do Laboratório de Biomecânica do Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçados e Artefatos - IBTeC, Dr. Rudnei Palhano, foi um dos palestrantes do VII Fórum Cientifico do Exército Brasileiro, realizado na última sexta-feira, 13 de novembro. Ele falou sobre Biodinâmica aplicada ao esporte e atividades militares - apresentação das tecnologias de calçados esportivos, com foco na utilização pelas Forças Armadas. Dr. Rudnei Palhano fez um relato da história dos calçados esportivos no mundo a partir da década de 1960, quando se registraram as primeiras preocupações dos fabricantes de tecnologias de absorção de impacto. Na década de 1980 houve um novo movimento forte no início, que preconizava o controle da pronação como uma forma de preservar a saúde dos atletas. De acordo com Palhano, “grande parte dos pesquisadores acreditavam que a pronação era o fator que gerava lesões aos atletas, pilar que foi muito importante na década de 80”.

Já no início dos anos 2000 “vimos a entrada do calçado minimalista, com uma grande evolução tecnológica, especialmente nos esportivos, com várias tecnologias entrando em cena, desde novos materiais, calçados mais planos (os chamados flats), proporcionando às indústrias fabricantes deste tipo de calçados um grande avanço no que se refere a tecnologias aplicadas aos calçados esportivos”.

Na última década “se percebe um novo movimento, principalmente em conforto e performance, no que se refere a retorno de energia, a sensação de bem-estar do corredor, economia de energia proporcionada pelas tecnologias dos componentes utilizados na confecção dos calçados esportivos, em especial o solado. De acordo com o coordenador do Laboratório de Biomecânica do IBTeC, “estes avanços tecnológicos dos últimos dez anos estão contribuindo para que atletas venham a alcançar seus objetivos com a garantia da promoção de sua saúde física.

Segundo a Dra. Adriane Muniz responsável pela organização do VII Fórum Científico da Escola de Educação Física do Exército Brasileiro, “a participação do IBTeC contribuiu para um melhor entendimento dos avanços tecnológicos dos calçados esportivos e das necessidades fisiológicas dos combatentes para a escolha de um calçado adequado”. 

Rudnei Palhano salientou que “ao longo dos últimos 17 anos, o Laboratório de Biomecânica do IBTeC tem dado contribuição importante para o desenvolvimento de algumas tecnologias de conforto e performance, e auxiliado fabricantes nacionais na construção de um calçado cada vez mais conectado com a busca por desempenho em cada esporte, com a preocupação de preservação da saúde e oferecimento de bem-estar para o calce. “Nossa missão é trabalhar com as indústrias nacionais, que queiram inovar, buscando novos componentes, novas tecnologias para agregar novas funcionalidades a seus produtos”.