Notícias

Nanoplus ganha destaque na primeira edição do Startup RS Shoes

Nanoplus ganha destaque na primeira edição do Startup RS Shoes 06 JANEIRO

Inscritos no programa apresentaram soluções inovadoras para o setor calçadista

O Sebrae RS iniciou neste ano, em meio à pandemia, o Startup RS Shoes, focado no setor calçadista. A ideia do programa de aceleração de startups voltado a um setor específico surgiu logo nos primeiros meses da crise e foi levada adiante em formato online.

“Começamos a construir o programa em março, com reuniões que envolveram as principais entidades do setor para criar o projeto. Foi bastante desafiador por conta do cenário de incertezas, mas decidimos abrir a primeira turma em vez de ficar esperando. Foi ótimo, pois apareceram excelentes soluções que podem seguir nos programas do Sebrae para continuar em desenvolvimento”, contextualiza Lucas Meinhardt, gestor de projetos da regional Sinos, Caí e Paranhana do Sebrae RS.

Em dezembro, as startups apresentaram seus pitchs para uma banca de quatro jurados no evento Demoday, tudo realizado pela internet e com transmissão ao vivo no YouTube. Na ocasião, cinco startups apresentaram seus produtos: a Splora, que desenvolveu uma solução de Chat Bot para empresas da cadeia calçadista, com Inteligência Artificial para atendimento, a Tecsistel, com um software de monitoramento da produção para identificação de falhas, a CooperTI, que demonstrou um sistema de automatização do processo financeiro e de cobrança, a FreeForm, que criou impressão em 3D para personalização de calçados e a Nanoplus, que desenvolveu a Condutiva, uma tinta para aplicação em tecido que gera têxteis inteligentes.

As startups foram avaliadas em quatro critérios: modelo de negócio, potencial de inovação, equipe e mercado. A empresa Nanoplus obteve a melhor avaliação e recebeu R$ 10 mil para viabilizar o produto, prêmio oferecido pelo IBTeC, parceiro do programa que, por meio do programa IBTeCHDAY, apoiou a primeira edição do StartupRS Shoes.

“Vibramos muito com a conquista, foi um momento especial. O reconhecimento nos motiva a continuar desenvolvendo a tecnologia. O aporte financeiro irá ajudar a fazer com que o produto se torne realidade mais rapidamente”, comemora Renato Poli Mari, sócio-diretor da Nanoplus.

A Condutiva é uma pasta de estampar que conduz eletricidade em tecidos sem a perda de maleabilidade. O produto pode proporcionar à indústria têxtil peças confortáveis que proporcionem design inovador e funcionalidades inéditas como geolocalização e monitoramento de sinais vitais e de desempenhos esportivos.

Fonte: SEBRAE