Notícias

Pesquisa e inovação em couro estiveram em pauta no IULTCS Congress

Pesquisa e inovação em couro estiveram em pauta no IULTCS Congress 09 JULHO

O 35º Congresso da IULTCS (International Union of Leather Technologists and Chemists Societies) reuniu em Dresden, na Alemanha, uma indústria pulsante. Dezenas de trabalhos mostraram que a pesquisa e a pauta da inovação no setor de couros estão fortalecidas e têm o apoio e a inteligência determinante de empresários, técnicos e acadêmicos de todo o mundo. Foram mais de 450 congressistas, de 32 países, acompanhando uma agenda de palestras e debates sobre experiências em química, sustentabilidade e tecnologia de produção.

A delegação brasileira foi uma das mais representativas em Dresden, com participantes de curtumes, indústria química, laboratórios, imprensa e academia. Houve, inclusive, uma palestra sobre a Certificação de Sustentabilidade do Couro Brasileiro (CSCB) e um espaço exclusivo para a apresentação do potencial brasileiro e a coletânea Preview do Couro. As duas iniciativas são apoiadas pelo Brazilian Leather – projeto de estímulo às exportações desenvolvido pelo Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB) e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

O empresário Ernani Pohren, CEO da Química Carioca, participou de toda a agenda e destacou que o evento conseguiu reunir discussões técnicas de alto nível e temas do dia a dia de quem trabalha com couro. “Foi uma oportunidade interessante de conversar com colegas sobre os desafios da indústria e discutir pontos que são fundamentais para toda a cadeia, como a comunicação e a sustentabilidade”, disse.

A pesquisa de dois anos do mestrado na UFRGS de Aline de Cássia Campos Pena, 30 anos, foi apresentada na forma de um pôster no congresso, tratando da ação de microalgas sobre efluentes em um curtume. Prestes a iniciar o doutorado, ela ressaltou que o IULTCS trouxe ao público, em especial, achados inéditos e inovadores para o setor. Para Lucas Zoldan, representante do Instituto Senai de Tecnologia em Couro e Meio Ambiente, Dresden teve entre seus pontos fortes a apresentação de soluções. Uma delas foi um trabalho que mostrou a possibilidade de diferenciação de couros e materiais alternativos através de espectroscopia de infravermelho (técnica que identifica as moléculas de determinado material), em um processo mais rápido do que os disponíveis atualmente.


Ficou evidente na Alemanha que há um esforço intenso de pesquisa no setor de couros que tem mostrado resultados objetivos para a indústria. O 35º Congresso da IULTCS conseguiu reunir uma amostra significativa destas atividades realizadas em todo o mundo, proporcionando ainda relacionamento e contatos comerciais. A próxima edição do evento será em 2021, na Etiópia, em Adis Abeba, de 20 a 23 de outubro.

Sobre o Brazilian Leather - Projeto setorial de internacionalização do couro brasileiro, o Brazilian Leather é conduzido pelo Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB) em parceria com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos). Várias são as estratégias de consolidação do produto nacional em mercados estrangeiros - incentivo à participação de curtumes nas principais feiras mundiais ligadas ao ramo e missões empresariais focadas ao estreitamento de relações entre fornecedores brasileiros e compradores de outros países são algumas delas. Mais informações em www.brazilianleather.com.br